10/05/2013

Folhas secas

Por Aline Diedrich

http://weheartit.com/entry/11033004/via/JustTheWayIAm101
Apenas a mutável cor do céu no horizonte. O barulho de suas botas – de passos firmes – sobre as folhas secas na calçada preenchiam o vazio do silêncio. Nas costas, o violão era a manifestação material das lembranças que tinha. No ego, o autêntico egocentrismo. Na memória, derrotas imperiais e a imagem da espada da vitória manchada de sangue e suor. No peito, cicatriz. Na fé, a certeza de que os caminhos são incertos e inseguros, e justamente onde não se pode enxergar o futuro é que estão as portas de todas as possibilidades. Nas mãos, os calos das canetas que transcreveram em poesia os sentimentos que não faziam sentido. Na camiseta branca, as manchas de tinta que pareciam com as pinceladas que pintam e bordam o universo. No espírito, a expectativa de uma sintonia dançante e de uma provocação suprema e estelar. No rosto, o riso fácil. Então o vento soprou forte e arrastou as folhas no último suspiro do outono. 

O inverno seria uma crônica. 


34 comentários:

  1. Acho o outono tão simbólico, e me remete tantas coisas. Seu texto ficou muito bom Aline, encaixou bem as coisas. "Na fé, a certeza de que os caminhos são incertos e inseguros, e justamente onde não se pode enxergar o futuro é que estão as portas de todas as possibilidades." *-*

    ResponderExcluir
  2. Que belo manejo das palavras, criando um retrato verbal de um momento da natureza!
    Gostei de seu blog, tando que também o seguirei!
    Eu agradeceria se seguisse o me também!
    Bom fim de semana!
    Onaldo

    http://boareligiao.blogspot.com.br/
    Também tenho uma comunidade de divulgação de blogs, passa por lá!

    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=52833561

    ResponderExcluir
  3. Inquietação...foi isso que senti lendo seu texto...como as esvoaçantes folhas de outono, aguardando as torrenciais vertigens nebulosas do inverno...amei a sensação!!! Como sempre escreve divinamente!!!!
    http://alternativassonoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. belo texto. no meu caso a poesia sempre faz sentido, por mais que pareça que não. ;)

    ResponderExcluir
  5. Que lindo, profundo e belo.:) Outono/Invernos são minhas estações favoritas. Amei demais seu blog, tudo lindo aqui.
    Beeijos

    ResponderExcluir
  6. Gostei do jogo de palavras incluso no Texto, muito bom este blog, como sempre:Excelente conteúdo!

    ResponderExcluir
  7. Lindíssimo, gostei do clima do texto!

    ResponderExcluir
  8. Olá!Aline
    As folhas secas vão caindo, ganharam novo colorido, a natureza se revela, explore os
    novos tempos, cheia de possibilidades e riscos, em que as ferramentas da velocidade não são mais as pernas. Os sinais emitidos pela mudança de estação estão agora em branco. Fazer escolhas, assumir o risco da decisão e responsabilizar-se pelas escolhas feitas são fundamentais para me convencer que irei ler uma crônica no inverno...
    Obrigado pela visita
    Boa semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Incrível como você consegue transformar coisas simples em belíssimos textos!

    ResponderExcluir
  11. Acho que não gosto mais de poesia, para mim não faz o menor sentido...rs...
    -
    http://corretoriceman.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Seus textos são imensamente bons! Adoro vir aqui, ler e tentar imaginar em qual contexto das tantas realidades paralelas ele se encaixa!

    ResponderExcluir
  13. Cara, gostei muito do seu blog. Obrigado pela visita e estou te seguindo também :)

    ResponderExcluir
  14. adorei o modo como descreveu. Gostei da cadência que foi dada aos eventos , parabéns!

    http://cafeletrasetc.zz.mu

    ResponderExcluir
  15. Ah que estação maravilhosa, amei o texto.
    beijos

    ResponderExcluir
  16. Chave de ouro a última frase. Vale a crônica. Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  17. Outono inspira muitas poesias, acho que tanto quanto nas outras estações. Porém temos uma coisa a mais com essas epocas do ano. Pelo menos eu sou assim. Adorei a sensação de ler suas palavras, senti o vento no rosto e o barulho das folhas no chão ao meu redor. Muito bom!

    Beijos,
    Monique Premazzi.

    ResponderExcluir
  18. Difícil comentar, pois tudo já foi comentado, mas ... Genial.

    ResponderExcluir
  19. nossa, que lindoo texto!
    que venha o inverno hein!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. muito bom mesmo. reli e parece que tudo se encaixa melhor ainda!

    ResponderExcluir
  21. Ahhhh Aline, me dá um pouco do teu dom? ''Na fé, a certeza de que os caminhos são incertos e inseguros, e justamente onde não se pode enxergar o futuro é que estão as portas de todas as possibilidades.'' Que texto mais lindo. Teu jeito de escrever me encanta demais, menina. Lindo lindo!

    Blog: O silêncio não existe
    FanPage: www.facebook.com.br/osilencionaoexiste
    Beijos, Lenise

    ResponderExcluir
  22. Encantador! Adorei o trecho: "Na fé, a certeza de que os caminhos são incertos e inseguros, e justamente onde não se pode enxergar o futuro é que estão as portas de todas as possibilidades." Parabéns Aline por mais um lindo texto.

    Abraço! =)

    ResponderExcluir
  23. Essa imagem deu uma vontade de ficar jogado na grama... rs

    Ótimo texto. Todo inverno nas nossas vidas acaba rendendo uma crônica. Porque o inverno passa, mas a crônica fica.

    Bjs!

    Danilo Moreira
    http://blogpontotres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. tbm acho o outono a melhor estação para escrever.

    ResponderExcluir
  25. Linda a imagem que tu colocou, ilustrou super bem o texto, adorei *-*

    :*
    Move On!
    Fan Page

    ResponderExcluir
  26. Olá, Aline!?
    Adoro seus textos, transmitem uma sensação boa de liberdade...

    "Na fé, a certeza de que os caminhos são incertos e inseguros, e justamente onde não se pode enxergar o futuro é que estão as portas de todas as possibilidades. (...)" Trecho maravilhosamente inspirador! *--*

    "Nas mãos, os calos das canetas que transcreveram em poesia os sentimentos que não faziam sentido." Ah senti a emoção de ser as pirante a poetiza! =)

    Visite meu blog quando poder: http://dannicaldasempalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Ai, que lindo, seu texto me deu um friozinho na barriga, daqueles que a gente sente com a chegada do novo.

    gosto sempre de vir aqui,bjs

    ResponderExcluir
  28. Como todos que já li, mais um belo texto.
    Parabéns!

    Querida passei pra lhe desejar uma ótima semana!

    Abçs e carinhos
    Mynda
    Mundin Nosso

    ResponderExcluir
  29. Belo texto falando sobre o outono, muito bonita sua postagem parabens e muito sucesso pra vc e que Deus te ilumine cada dia mais, me vsite mais vezes vc é sempre bem vinda ao meu espaço acesse

    http://juniorcis.blogspot.com
    http://junior-juniorcis.blogspot.com

    grato

    junior

    ResponderExcluir
  30. Perfeito!! ..... A imaginação ganhando vida, na tela com o pincel, do lápis em um papel.

    ResponderExcluir