16/04/2013

Azul


Por Aline Diedrich

Que bom... Você veio. Eu sei, ainda é cedo e o caminho é longo.


http://weheartit.com/entry/43194703/via/corintalavorehttp://weheartit.com/entry/50560818/via/oys


A gente vai igual borboleta que sai do casulo, passarinho que abandona o ninho e dois lobos perdidos da matilha. A gente vai. E com a gente vai também a esperança de que os pneus deixarão rastros sobre os buracos da estrada, e que o cheiro ruim do seu velho carro servirá como anestesia para as feridas abertas que o tempo se esqueceu de curar.

Certo. A gente vai andando e se desprendem da gente todos aqueles rabos que um dia impediram que as portas fossem fechadas. A gente abandona os vidros remendados da coleção de cacos, os quadros tortos da parede da sala, as gambiarras da vida e os meus castelos. Castelos que podem ser arrastados e desmontados, porque não passam de casebres de areia.

Amigo meu, a gente aproveita para sentir o vento que leva embora toda sujeira e as folhas secas da bagunça que o outono fez. Aproveita também a cor celeste que deixa para trás as nuvens escuras, porque sempre é difícil fazer do passado simples lembranças ao invés de torturas. A gente vai com o som no volume máximo, pois o rock diz umas verdades que a gente nunca aprendeu a cantar. E vai rápido, amigo, mas não se esqueça de diminuir nas tantas curvas que a estrada tem, porque as surpresas acontecem justamente onde não se pode ver o que há pela frente.

E dizem que o futuro habita lá na frente. Ora, pois a gente cresce não com o ano que passa e com as promessas de fazer diferente quando chega o meio da noite, mas a cada vivência um pouco. E que esse pouco seja sempre o tanto que a gente precisa para chegar ao extraordinário. Ora, se mede as pessoas pelo tamanho dos sonhos que elas carregam. E na nossa mala, amigo, ainda há espaço para caber mais um tanto. Afinal, que mundo grande é este de pessoas que se acham grande, mas não guardam em si a grandeza de ser um pequeno?

A gente vai. E o céu, por sua vez, engole e devolve a gente. Meu amigo, eu também gosto de toda paisagem que parece desenho feito no silêncio, mas de complexa magnitude que causa mais barulho que o barulho que existe aqui dentro. Então fica, perante o empíreo, o compromisso de aceitar a infinidade de coisas que a gente ainda precisa saber. Mas sem enganos, nem sempre será tão azul.


Ah, antes que eu me esqueça, preciso dizer... Gosto do seu jeito pantomima. Jeito de mestre mímico que entende que tantas vezes as palavras dizem tão pouco. Ah, amigo, quanto a mim nada existe de peculiar ... Apenas a liberdade poética e o fato destas qualidades minhas serem também os defeitos meus...


40 comentários:

  1. O rock sempre diz a verdade hahaha
    Ótima escrita. Continue escrevendo.

    ResponderExcluir
  2. pegar a estrada é uma bela maneira de se sentir vivo.

    ResponderExcluir
  3. Acredito que nunca tinha passado por esse blog, e posso dizer que realmente gostei muito.
    Desci a tela para ver os assuntos que você comenta e me surpreendi com o que vi, são muito interessantes e você escreve muito bem. Parabéns.
    Só pelos mais de 800 seguidores já da pra saber que é bom o blog.
    Estou seguindo também agora.
    reload-aon.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. muito bom seu blog estarei voltando mais vezes pode ter certeza

    retribua a visita no nosso blog no link
    http://blogtempoedinheiro.blogspot.com.br/
    e deixe um comentário também
    obrigado

    ResponderExcluir
  5. Estou te seguindo já. Será que posso te esperar no meu?

    http://expectativasreais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Obrigado pelo comentário em meu blog.
    Realmente, um texto ótimo. Quero sair pelo mundo de mochila

    ResponderExcluir
  7. Escrever é sempre muito bom!! Ainda mais quando se percebe que é com o coração, mente e alma!

    Muito bom, parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Achei seu blog por acaso e esse texto está simplesmente incrível. Uma leitura gostosa, que faz a gente reparar em detalhes. Parabéns, adorei! Ganhou uma seguidora.

    ResponderExcluir
  10. O texto é perfeito!Ele nos faz viajar nas suas palavras.

    ResponderExcluir
  11. Lindo! Perfeito!

    Parabéns pelo seu dom..

    Bjinhos!!

    ResponderExcluir
  12. Acho tão gostoso ler texto com um toque de linguagem informal. Ficou muito bom esse, Aline :D

    ResponderExcluir
  13. A gente vai ...
    lendo e gostando e voltando para comentar.

    A gente vai ... ou não vai porque fica de tão bom que é.

    ResponderExcluir
  14. E nós retornamos com maior satisfação para poder ler esses escritos seus.

    Lindo, parabéns!

    Boa semana,
    Abçs e carinhos
    My

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Aline
    Belo texto...
    vai...o azul te espera,o importante é dá o primeiro passo,seguir sem medo algum, mas, sem jamais esquecer dos sonhos, de outras cores, que foram deixados e que continuam no lugar de sempre, e talvez eles precisem do teu aconchego na volta.
    Obrigado pela visita
    Bom início de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Ola Aline,adorei ler este teu texto maravilhoso.Tens um dom especial e encantador para escrever.UMa boa noite e meu grande abraço.SU

    ResponderExcluir
  17. Que lindo texto, essa forma fina como você escreve sempre encanta.
    A gente vai desapegando deixando o passado para trás e enfim somos livres.
    beijos

    ResponderExcluir
  18. O que eu gostaria de dizer já foi dito nos comentários acima. Portanto, apenas completo... que dom! Desfrute ao máximo esse dom que você tem, seus leitores agradecem.

    ResponderExcluir
  19. Delícia, delícia, delicia de ler isso!

    ResponderExcluir
  20. Aline passei pra deixar um oi, e matar as saudades dos seus escritos, é sempre bom passar por aqui.

    Querida
    Deixo pra você abçs e carinhos,
    RM

    ResponderExcluir
  21. Que texto lindo, até me emocionei porque esse movimento da vida as vezes parece tão difícil, é natural uma lagartixa desabrochar em uma linda borboleta,a natureza faz tudo, mas a vida humana requer muita coragem pra ir em frente.

    ResponderExcluir
  22. Poesia em prosa solta e dialogante!
    Uma belezura com gosto de quero mais. Vontade de ficar nos detalhes, perguntar pelos fios ocultos.
    Preciosamente belo.
    Voltarei!
    Onaldo

    Visite o meu blog, onde coleciono os meus escritos: http://boareligiao.blogspot.com.br/
    Entra também na minha comunidade. Isto é muito importante para mim! http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=94533076

    ResponderExcluir
  23. Olá Aline muito legal seu blog com excelente conteúdo gostaria de parabeniza-la e desejar sucesso em sua caminhada e objetivo no seu Hiper blog e que DEUS ilumine seus caminhos e de seus familiares
    Um grande abraço e tudo de bom

    ResponderExcluir
  24. lindas palavras.Parabéns esta muito lindo seu blog,tudo aqui é muito lindo!
    bjos sucesso!

    ResponderExcluir
  25. Muito legal o texto...

    Também gosto de escrever, mas não sou nenhuma poeta... bem longe disso..

    Parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  26. Sempre emocionando com seus textos e suas palavras, parabéns pelo lindo trabalho!!

    Um beijo, querida!!!

    http://www.perolasebotoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Um texto lindo. http://prefiroserrainha.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. texto super bacana! amigo é pra isso.. rs

    ResponderExcluir
  29. volume no máximo sempre ajuda a clarear as coisas.

    ResponderExcluir
  30. Nem sempre será azul, "vem meu menino vadio, mas vem sem fantasia...". Me lembrei desta música de Chico. Belo texto Aline, abraços.

    ResponderExcluir
  31. Tem uma tag para ti lá no blogue. É sutil, mas ta lá.
    O H. E. e O. P. adverte:
    Este comentário vai ser copiado para muita gente. rss

    ResponderExcluir
  32. "E que esse pouco seja sempre o tanto que a gente precisa para chegar ao extraordinário. Ora, se mede as pessoas pelo tamanho dos sonhos que elas carregam. E na nossa mala, amigo, ainda há espaço para caber mais um tanto. Afinal, que mundo grande é este de pessoas que se acham grande, mas não guardam em si a grandeza de ser um pequeno?"

    Eita Aline arretada!
    Adoro essas suas palavras que atingem direto ao coração e faz uma bagunça boa na nossa mente.

    Um abraço, poetisa!

    ResponderExcluir
  33. lindo texto ta de parabens ha se vc puder me visite mais vezes vc é sempre bem vinda nos meus blogs

    ResponderExcluir
  34. "E dizem que o futuro habita lá na frente. Ora, pois a gente cresce não com o ano que passa e com as promessas de fazer diferente quando chega o meio da noite, mas a cada vivência um pouco. E que esse pouco seja sempre o tanto que a gente precisa para chegar ao extraordinário." Me identifiquei com esse trecho, muito lindo o texto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  35. Escrever é uma forma de libertar a nossa alma e deixar livre a nossa inspiração...

    ResponderExcluir
  36. Liberdade linda e perfeita..! Épico.; imaginação e realidade expostas.

    ResponderExcluir