03/01/2013

Estrela cadente


Por Aline Diedrich


http://weheartit.com/entry/47545133/via/SugarRushxhttp://weheartit.com/entry/47159805/via/littlehiddenworld

Menina sem luz.
Pálida, magricela e quase todo o traço e forma sem graça. Sem força nos braços, com cansaço nas pernas e olhos tão grandes e curiosos que pareciam devorar o mundo mais do que a boca pequena. Perdida no universo, sua única coisa de valor verdadeiro era a coleção de fitas vermelhas no pulso, porque diziam que trazia sorte.

Quase sempre se deitava no chão para admirar o alto. Não sabia por qual motivo, apesar de tão distante e quase irreal, ainda assim chamavam de firmamento. De firme nada tinha, pois quanto mais queriam aproximar-se, mais distante ficava da ponta dos dedos. E então a mandavam embora dali, e depois a mandariam embora de lá, porque não poderia ficar, diziam.

E a menina precisava arrancar de si a força que precisava para seguir em frente. Quebrar o vento que batia no rosto, estupidamente, e ignorar a fumaça que saía das chaminés e causava cócegas no nariz. Aproveitava, porém, o piscar das lâmpadas, os raios e gostava de ver as fogueiras, mas melhor não brincar com fogo, porque diziam...

Eita menina que acreditava nos outros.

Foi quando se viu refletida num vidro qualquer. Percebeu-se pequena, porque era como diziam. Depois maior. E tão grande ficou que não mais conseguiria conter-se. Menina de corpo frio e de coração quente, feito estrela cadente que cai... Até cai... Mas sempre ganha o espaço e atrai toda gente!

__ Continue seu caminho, estrela, deixe seu rastro de luz e nunca permita que apaguem seu brilho! 

Fenômeno estranho aconteceu no céu daquela noite.


33 comentários:

  1. Lindo ler seu texto numa noite linda por aqui, em todos os sentidos...prabénsque nossa luz ilumine 2013...
    http://alternativassonoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Texto tocante! Realmente é sempre mágico percebermos nosso próprio valor!
    bjs
    http://avozdanoite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sabe aquela coisa que você precisa ler? Pois é, veio no momento certo. =)
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. parabens =D visita? http://bloggdoanonino.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adorei o texto, principalmente a conclusão 'seguir sem deixar que apaguem seu brilho' muito bom. Parabéns! Tens o dom das palavras!

    Gabriella Reis
    http://ehcorderosachock.blogspot.com
    http://www.facebook.com/ehcorderosachock

    ResponderExcluir
  6. É muito bom a gente perceber o valor que temos!
    Lindo texto, parabéns

    http://skirtblush.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Que lindo texto, todas as vezes que venho fazer uma visitinha me surpreendo com seus textos sempre tão originais e com finais inimagináveis para mim.
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Perfeita colocação, lindo texto, que nós em qualquer situação permitamos que alguém apague nosso brilho.

    Todo mundo tem seu espaço, sua luz, pra que querer apagar a dos outros?

    Adorei seu post, parabéns!

    abçs e carinhos
    My

    ResponderExcluir
  9. Parabéns! Você escreve muito bem com uma simplicidade incrível, fui bastante tocado pelo texto! ;D

    ResponderExcluir

  10. Olá!Boa noite!
    Aline
    Tudo bem?
    Belo texto...reflexivo!
    me fascina o céu estrelado, quanto mais estrelas, melhor podemos perceber a imensidão e todas as diversidades que existem dentro do universo em perfeita harmonia.Porque nele há estrelas de todos os tamanhos e cores.Cada uma com seu significado. Mas nenhuma substitui a outra. E o único jeito de uma estrela apagar o brilho de outra é quando ela morre de dentro para fora...
    Feliz 13 para nós!
    Beijos
    ClicAki Blog(IN)FELIZ13

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto!
    Seus textos são muito bons. Voce podia fazer um livro com sues textos e muito bom.
    Sucesso Aline!
    Feliz 2013
    abs

    ResponderExcluir
  12. Ótimo, de uma expressiva delicadeza. Bjo

    ResponderExcluir
  13. As estrelas que vemos no céu morreram há milhões de anos, dizem.

    Foquemos na escuridão entre elas, de onde pode nascer algo ainda.

    Conversemos com a lua.

    ResponderExcluir
  14. Ola Aline ,belíssimo texto.Adorei.Também quero te desejar toda felicidade do mundo neste 2013. Meu grande abraço.SU.

    ResponderExcluir
  15. Fascinante, adoro seus textos, sempre expressivos.

    ResponderExcluir
  16. Adorei o texto. Que lindo, Aline!
    A forma doce que você descreveu a forma que ela cresceu e se tornou grande, ganhou seu espaço que antes não tinha, me encantou completamente. Você tem uma sensibilidade incrível para essas coisas, admiro muito isso em você. Parabéns!

    Beijos,
    Monique <3
    http://www.secretsofalittlegirl.com/

    ResponderExcluir
  17. Isso mesmo. Não podemos permitir que apaguem o nosso brilho, nunca. Que nunca destruam a nossa capacidade de sonhar e de acreditar nas coisas boas dessa vida.

    Belo post, como sempre.
    ;)

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  18. Voltando para comentar, queria saber se você pretende publicar algo que escreve :P

    ResponderExcluir
  19. An interesting blog!
    I'll check back here often!

    Check my blog: http://marta-dymek.blogspot.com/
    And my fanpage: https://www.facebook.com/MartaDymekBlog

    xx

    ResponderExcluir
  20. A nossa grandeza mora dentro da consciência da nossa pequenez... Menina sabida. Quem é que vai dizer que não?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Texto bonito, você tem talento! blogdoescafandro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Lindíssimo texto!
    Entre tanta força e fragilidade, imaginei a figura de uma bailarina. Uma metáfora da vida que parece sutil meio a tanta dor.

    ResponderExcluir
  23. Muito bom.
    Tá uma coisa que deu vontade de fazer, deitar no chão para admirar o alto.
    E que sirva para nós: Nunca deixar apagarem o nosso brilho.

    www.cchamun.blogspot.com.br
    Histórias, estórias e outras polêmicas
    https://www.facebook.com/outpolemicas

    ResponderExcluir
  24. Ai, adorei!
    Trilhar o nosso próprio caminho é uma questão de firmeza mesmo, tanta coisa acontecendo em volta, tanta influência das pessoas. É respirar, acreditar no firmamento e ir!
    Beijo,amada!

    ResponderExcluir
  25. Há tempos que não passava por aqui, não? Estava com saudades! E que texto maravilhoso.

    ResponderExcluir
  26. É importante sermos estrelas, marcar com nossas atitudes, com a nossa vida :D
    Se quiser visite:
    http://ravibarros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  27. "A hora da estrela". Achei ótimo seu jogo de palavras. Conto bem bacana. Te convido a participar do meu site, tomara que goste.
    http://lua-lobo-candeia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Há muita poesia nesses parágrafos!

    ResponderExcluir
  29. Texto muito lindo e suas palavras soam tão delicadas...

    Beijos!!
    http://dama-louca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Não devemos nunca deixar que os outros apaguem nossa luz ^.^

    ResponderExcluir