04/11/2012

Cosmopolita


Por Aline Diedrich

Sem desculpas e com um corte sobre a ferida, saiu e bateu a porta. Jogou a mochila e a desbotada jaqueta jeans sobre o banco do carro velho. Engoliu as palavras nunca ditas com uma dose de sarcasmo, cuspiu os venenos e esqueceu a vertigem dos enganos.

Abandonou os desprazeres, os dissabores, os desamores, os olhares tortos e uma boneca de porcelana que sempre quebrava a cara. Abandonou seus versos inacabados, a coleção de romances de bolso, as leituras da palma da mão, os delírios errados e os lírios mortos que guardava no meio dos livros.

Cidade e passado no retrovisor e o futuro pela frente. Diante todas as alternativas iluminadas pelos faróis e sob o estrondoso som do motor. O vento que levava embora as controvérsias como poeira e o ar abocanhado para exorcizar as dores próprias. Assim, portanto, mandou um salve para as perspectivas, o arrastar dos pneus carecas, o respirar das flores do asfalto, os perigos de todas as curvas e o dilacerar dos riscos da estrada.

Cosmopolita. Cidadã do mundo. Mal criada, mascadora de chicletes, contadora de estrelas cadentes, desenhista de nuvens, rebelde de causas estranhas e amante do que fazia o corpo sorrir. Buzinou. Buzinou para o despertar da alma. E trepidou. E trepidou...

E esperou que no próximo trevo houvesse um gingado, um malandro, um poeta, um moreno de íris verdes ou qualquer coisa para atrasar o relógio, parar os ponteiros, para valer o adeus do ontem e acelerar ainda mais um coração que sempre batia forte.

Desejo insano de que a vida surpreenda sempre. 


42 comentários:

  1. Engolir as palavras nunca ditas é tenso

    ResponderExcluir
  2. ha Cosmopolita? de onde você tirou esse nome?

    ResponderExcluir
  3. Eu vi sua respota rsrs preciso aumentar meu nível de cultura urgente, ou será que é você que é culta demais? rsrs sucesso

    ResponderExcluir
  4. Adoro a maneira com que usa e abusa das palavras e suas combinações...precisa nos agraciar com um livro de crônicas...bjux Parabéns!!!

    http://alternativassonoras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. aquelas coisas q não queremos admitir mas temos uma pontinha d fé q vai acontecer, tamanho é nosso desejo

    ResponderExcluir
  6. Bom dia :)

    Belas palavras !

    Estou seguindo.
    Aguardo sua visitinha no meu blog.

    Beijos

    http://www.girlsupimpa.com

    ResponderExcluir
  7. Boa tarde :)

    Engolir as palavras nunca ditas...dói mas já fiz isso.

    Gostei muito desta citação :)
    E desculpe a ausência aqui

    Beijos
    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
  8. wollll belo post
    http://www.dicasdadacy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá!Boa noite!
    Aline...tudo bem?
    Belo texto! Eu gostei!
    ...engolir as palavras nunca ditas.E o pior de tudo, é que no fim,foi com razão, afinal não eram para serem ditas num adeus...o planejado não deu certo... e esquecemos da regra básica,ou falta dela... o melhor está por vir e de forma inesperada...
    Obrigado!
    Ótima semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nossa tem um tempinho já que não pareço no seu cantinho.
    Amei o texto seus textos são sempre muito criativos.
    beijos

    ResponderExcluir
  11. ...engolir as palavras nunca ditas...
    muito forte essa frase. As vezes tudo que queremos é falar, imagina ter que calar. Eu senti uma espécie de dor ao ler rsrsrs

    Amei seu texto, muito criativo!!!
    Seguindo. Ficaria feliz em tê-la como seguidora também. Bju =*

    http://inspiracaoentrelinhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Cidade e passado no retrovisor e o futuro pela frente ...

    Muito legal!

    www.cchamun.blogspot.com.br
    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  13. Outros já chamaram a atenção para o trecho, mas não posso deixar de fazê-lo também: "Engolir as palavras nunca ditas". Demais! Parabéns! Bjo

    ResponderExcluir
  14. todos teus textos são sempre de alto nível

    ResponderExcluir
  15. ha Cosmopolita? de onde você tirou esse nome?(2)

    ResponderExcluir
  16. Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens.
    Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
    Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa encontrar o seu blog.
    Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

    ResponderExcluir
  17. texto sensacional
    http://quebizarrice.blogspot.com.br/2012/11/sutia-para-homens-vira-sucesso-de.html

    ResponderExcluir
  18. Adorei minha querida e quem não quer que a vida surpreenda sempre...

    ResponderExcluir
  19. Desejo insano de que a vida surpreenda sempre. Essa última frase já vale por tudo!

    ResponderExcluir
  20. Muito bom o texto. Visita meu blog.

    O melhor do cinema:
    http://ocinematografo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Escrever é um jeito de aliviar as palavras nunca ditas.

    ResponderExcluir
  22. Nossa!!
    Estou sem palavras... mas posso dizer que amei seu conto!
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  23. Oi, estou passando para te dizer que: todo mês escolho um blog cujo autor comentou no meu e faço um post sobre. O escolhido do mês foi o seu, veja o post que fiz e me diga se gosta: http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/2012/11/blog-do-mes-aline-diedrich.html .
    Ganhou mais uma seguidora :) .

    ResponderExcluir
  24. Adorei o texto. Deliciosa forma de escrever. Abraços!

    ResponderExcluir
  25. Porque a vida só tem graça se for surpreendente, certo? ;)

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  26. Adorei o texto Aline.
    Engolir palavras não ditas é a pior coisa que pode acontecer conosco, e como está nas entrelinhas de sua escrita, abandonar o “sem graça” é o primeiro passo para se abrir para o novo, o diferente.
    Esperando que a vida nos surpreenda, e jogar a monotonia de lado.
    Quem não quer isso?
    Eu quero.

    ResponderExcluir
  27. Conheci seu blog pelo Petalas da Liberdade, amei <3
    http://www.avidaemletras.com/

    ResponderExcluir
  28. Inspirador como sempre - e muito bem escrito, diga-se de passagem. Não há mais o que ser dito xD

    ResponderExcluir
  29. eita a cosmopolita rendeu hein rrs parabéns sucesso
    http://snestalgia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Há momentos em que a vida exige atitude e mudança. Belo texto. Abraços

    ResponderExcluir
  31. Oi Aline quanto em, acho que +- 1 ano né? Venho retribuir o seu ultimo comentário e vero seu cantinho,como está maravilhoso e gotoso de passar o tempo lendo, adorei. Esse post é magnifico.Bjs

    ResponderExcluir
  32. [auto]?! retrato literário!
    Lindo!

    ResponderExcluir
  33. O texto conseguiu criar o clima que o título pede. Sensacional.

    ResponderExcluir
  34. Rs... bateria mais forte mesmo. É isso que quero fazer, quero abandonar o que ela deixou pra trás. Nada de ficar remoendo certo?

    Line, to com uma vontade de escrever também. É muito bom né?

    ResponderExcluir
  35. Passando para visitar o blog (: Belas palavras!

    ResponderExcluir
  36. seguindo.
    seegue?
    http://vivoparadescobrir.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  37. Confesso que achei sua narrativa incrível. Belas palavras que não surdam os ouvidos mas renovam a alma. Muito bom!

    ResponderExcluir
  38. De mais o seu blog! Vou seguir com certeza *-*
    Vc escreve muito bem. Amei esse texto e as palavras usadas nele!
    Chega uma hora que a gente faz isso mesmo...
    Bjss

    ResponderExcluir
  39. uma vida sem surpresas é uma vida de tédio

    ResponderExcluir