16/03/2012

Herói Bandido

Por Aline Diedrich

Outono. O som do riacho formava a perfeita trilha sonora. O vento balançava as roupas penduradas, arrastava as folhas secas no chão e bagunçava os cabelos dela. Sentada no galho da árvore que sustentava a pequena cabana onde moravam, admirava a mais bela figura daquela paisagem: Ele, lá embaixo, perto das bicicletas vermelhas trazidas da tal civilização.

Ainda lembrava-se de quando fugiram como bandidos, sendo que o maior crime cometido foi um dia tentar desregrar. Contaram para as crianças que as pessoas são diferentes, armas desnecessárias e o azul sempre foi mais bonito que o cinza. A mansão mal-assombrada da esquina guardava livros proibidos de histórias fantásticas e o melhor de todos os segredos que jamais deveria ser revelado: não havia lei que impedisse de sonhar e para realizar, o primeiro passo e o mais importante era “acreditar”.

Mas quando viram, era gente pulando o muro. E outros, desinformados que não entenderam a moral da história, “pularam a cerca” também. Colocaram fogo, rasgaram as roupas, envenenaram maçãs, morderam pescoços e beijaram sapo na esperança de virar príncipe. Enquanto alguém os apontava como culpados por uma conspiração de tentar formar super-humanos (tido como crime aterrorizante contra a nação).

Depois da fracassada tentativa de heroísmo, precisavam salvar a si mesmos. “Pior cego é aquele que não quer ver”, dizia o ditado. Eles diziam também, porque dentro da cápsula de onde escaparam tudo voltou a ser como antes: parado e pouco divertido.

Ele subiu a escada e sentou ao lado dela. Pôr-do-sol.

___ Meu maior crime nem foi tentar bancar o herói. Foi nascer contador de histórias.

O dela também.

Será que as pessoas ainda podem errar pelo mérito de ter tentado?

44 comentários:

  1. adorei seu blog! seguindo, pode seguir de volta?

    http://somethingaboutbooks.blogspot.com tá rolando promoção de GOSSIP GIRL, participe e concorra a primeira temporada completa! E também promoção valendo uma CAMISETA de JOGOS VORAZES!

    ResponderExcluir
  2. acho que esse foi o melhor texto que vi aqui

    http://rocknrollpost.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei a frase no final.
    Muito, muito bom.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom texto, muito bom blog, também estou começando nessa área das comunicações e espero poder aprender a escrever tão bem assim..

    ResponderExcluir
  5. Adorei!

    http://dumodas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Boa noite!
    Adorei a postagem.Gosto muito de histórias.
    Grande abraço
    se cuida

    ResponderExcluir
  7. Excelente!

    Adorei o teu blog, parabéns!

    ResponderExcluir
  8. outro excelente post mostrando
    uma bela história.gostei muito
    continue assim escrevendo cada
    vez mais bonito.parabéns

    ResponderExcluir
  9. Sempre uma agradável surpresa ao vir no seu blog. Textos maravilhosos com belas imagens. E as frases finais são sempre as melhores!

    ResponderExcluir
  10. Poxa. Parabéns. Você escreve muito bem! Realmente, o pior cego é aquele que não quer ver!

    ResponderExcluir
  11. Sua forma de se expressar é encantadora !
    Tem uma leveza e ao mesmo tempo um tom "quase irônico" que me agrada muito,
    Dizer o que, apenas parabeniza-la!

    já está salvo em meus favoritos,
    Espero sempre poder acompanhar seus posts, são ótimos!

    Não posso deixar de agradecer por sua ilustre visita ao "Silence"...
    será sempre bem vinda por lá srta!

    Estarei por aqui mais vezes !

    Tenha uma Boa noite e Bom Fim de Semana!

    ResponderExcluir
  12. Continue com a arte de contar estórias da não carrochinha.

    ResponderExcluir
  13. Oi Aline!

    Adorei o texto, como sempre nos encantando com as palavras, nossa mto bom, principalmente o final. Parabéns!

    Que bom que vc gostou do selinho, fico feliz por isso!

    Beijos e um ótimo fds. =)

    ResponderExcluir
  14. Aline :)
    Como vai?
    Concordo com o coment acima..um dos melhores textos aqui *--*

    Beijos e tenha um excelente final de semana

    ResponderExcluir
  15. nossa, achei o texto bem interessante. Penso que todos temos o diteito de errar, quando o motivo é honesto e se vale realmente a pena.
    Muito perfeito ! ><

    http://vitaminadepimenta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Parabéns pelo blog e pelos textos, adorei. Se você quiser da uma passada no meu blog e da uma olhada.

    http://angeldocinhoo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Adorei a simplicidade das suas palavras, a leveza que o texto tem. Achei lindo *-* Eu aqui escutando Cazuza e lendo isso, parece bom demais. Parabéns pelo blog.

    Beijos,
    Monique <3
    http://www.secretsofalittlegirl.com/

    ResponderExcluir
  18. Oie Aline, vim conhecer o seu blog. Gostei do texto.
    Bjus=)
    www.belezamaisverde.com

    ResponderExcluir
  19. Olá Srta Aline
    Voltando para agradecê-la por estar nos seguindo la no "Silence" ...
    é uma grande honra!

    Boa noite e até breve!

    ResponderExcluir
  20. Desculpe a pretensão, achei sua narrativa semelhante a minha, embora nesse momento escrevamos sobre coisas completamente distintas... vou seguir seu blog e ser um leitor assiduo... Continue nos brindando com tais textos, aguardarei por eles. Beijos

    ResponderExcluir
  21. Muito legal o seu blog. Vou seguir. Quando puder, dá uma passadinha lá no meu espaço também!
    Parabéns, ótimo texto!
    http://letrasnodiva.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Nossa, que texto maravilhoso .
    Toca na alma . Faz refletir .
    O tipo de texto que , para mim , é perfeito *-* . Essencial .
    Ameei muito .
    Continue assim.
    R.Flicka
    http://flickabooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Voltei pra agradecer a sua participação na promoção *-* Obrigada mesmo.

    Beijos,
    Monique <3
    http://www.secretsofalittlegirl.com/

    ResponderExcluir
  24. Uau! O post foi escrito de uma forma simples, porém cheio de emoções, sentimentos, enfim! Está muito booom! Gostei do tema... parabéns!

    Comente também:
    http://enricows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Owwwn, adorei o texto!!! Bem profundo e faz refletir! *-*

    ResponderExcluir
  26. Gostei muito das palavras, parabéns! Além do blog ser muito bonito, tem um conteúdo muito bom. Legal!

    Senhor dos Ventos

    ResponderExcluir
  27. Lindas palavras...


    http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  28. Parabéns pelo teu blog, de qualidade. Abraços!

    ResponderExcluir
  29. Bem, acho que o tentar é sempre válido. Mas às vezes tentar melhorar as coisas só faz com que essas piorem para si próprio, pois há os que não entendem e não querem entender.
    Mas errar tentando ainda é mais válido do que acertar se conformar.
    Gostei da sua história. Meio confusa, é verdade, mas eu gostei da "moral" dela.
    Bjo!

    http://miasodre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Parabens aline, teu blog tem muita qualidade. feliz dia do blogueiro e se quiser visite: http://papogauderio.blogspot.com.br/

    Espero que goste, e parabens pelo blog.

    Estou seguindooo! :D

    ResponderExcluir
  31. Linda descrição. Parece que faz com que a gente narre a história ilusória.
    Tens um talento muito forte pra escrever, gosto do estilo xD


    Tem post novo lá, quando puder dá uma comentada?
    www.luliskd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Olá srta!
    Como vai?
    Passando para lhe desejar uma bela tarde! ...
    e claro, ler seus belos e interessantes escritos!

    Até breve!

    ResponderExcluir
  33. A melhor parte é a das bicicletas vermelhas trazidas da civilização. Que imagem bonita você construiu!

    O erro é não tentar... apenas isto!

    A Sábia Ignorância:
    http://asabiaignorancia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  34. A única forma de errar é não tentar.
    O casal do texto não foi quem errou. Que caiu no erro foram aqueles que não enxegaram além do material e se fecharam para os sonhos e a imaginação.
    Mas como a concepção mais disseminada subjuga a menos aceita, o casal foi quem levou a culpa.

    Belo texto.
    Obrigado por suas visitas ao VPC. Tenha uma ótima sexta! Até a próxima.

    ResponderExcluir
  35. algumas tentativas são frustradas. outras nunca saem da nossa imaginação. Tentativas devem ser feitas...devemos nos arrepender do que fizemos e não do que deixamos de fazer.
    ---
    adorei o blog.
    te convido a adentrar no meu infinito particular
    blogestarcomvoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  36. Aposto q uma pá de gente foi torturada e assassinada no processo, e isso só não é comentado por motivos políticos.

    ResponderExcluir
  37. Lindo lindo! E respondendo a sua pergunta, eu realmente acho que nem sempre tentar é um erro.
    http://oicarolina.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  38. Acredito muito nos sonhos e em fantasias embora a realidade nos desperte para as verdade, mas sonhar, tentar, viver ainda é uma forma de se realizar, ainda que alguns não entendam devemos nos permitir voar, tirar os pés do chão e la no tempo termos boas histórias pra contar, ainda sim prefiro tentar, mesmo errando , mas certa de que tentei....

    Amiga...adorei...

    Beijos

    ResponderExcluir
  39. Olá :)

    Acho que, independentemente de errar ou acertar, o bom é sempre tentar!

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  40. Você curte Nelson Rodrigues? Sinto um ar dos contos dele no que você escreve. Muito bom! :)

    ResponderExcluir
  41. Como siempre, escribes muy bien y me gusta leer tu blog.

    Besiños, amiga

    http://cubagelois.blogspot.com.es/

    http://cubatourdanz.wordpress.com

    ResponderExcluir
  42. "meu maior crime nem foi tentar bancar o herói, foi nascer contador de histórias".. e assim todos nós somos, contadores de histórias... alguns com histórias que não cativam, outros com histórias que nos levam a enveredar por caminhos pra seguir até no fim pra ver no que vai dar!

    bjkssssss

    ResponderExcluir