06/03/2012

Paraíso

Por Aline Diedrich

“Ela não tem vocação. Ela não tem vocação”.

Repetia o menino invocado que todo dia acordava antes do sol raiar só para ver a menina passar. Enquanto ela gostava mesmo da noite, observar o horizonte estrelado e habitar um mundo diferente criado na mente.

“Ela não tem vocação. Ela não tem vocação”.

Permanecia invocado o menino bonito, porque a menina ainda vestia o mesmo vestido xadrez da outra vez, pouco trocava de roupa, não tinha um lar, nem pretendia parar em algum lugar.

“Ela não tem vocação. Ela não tem vocação”.

Mandaram se calar! Bastava de repetição! Assustado foi para um canto da nave de forma estrelar que estava prestes a decolar e alguém precisava descer. O menino, desconsolado, nunca havia tentado tirar os pés do chão. Mas não era hora de subir igual balão.

Escorraçado como cão abandonado e ainda invocado, viu subir devagar e pairar no ar. Foi quando a menina saltou de lá. Desistiu da viagem desconhecida. Outro dia chegaria perto de uma constelação... Por momento alguém precisava de sua consolação... Mesmo que nem para isso ela tivesse tanta vocação.

Ficou desacordada, feito bela adormecida do livro infantil que ainda carregava. E o coitado do menino sentia-se assim mesmo: um coitado... E culpado. Desculpou-se de todas as maneiras, disse que jamais pensou em disputar algo com ela, mas naquela segunda-feira... Justamente naquela... Queria um espaço na nave estranha somente para conhecer o espaço. E como um réu confessou que sempre achou bonita a roupa dela e o cabelo preso com um laço.

__ Se aqui é o paraíso, quem disse que a gente precisa de roupas?

Disse a menina ao abrir os olhos cor de mel.

Mas que fique claro: Nem sempre os anjos caem do céu.

...

40 comentários:

  1. Gostei do texto, da froma que você escreve, é bem intenso.
    Sucesso.

    Meu blog:
    http://azizefashion.blogspot.com/
    Minha page:
    http://www.facebook.com/pages/AZIZE-FASHION/133491186723572
    Twitter:
    http://twitter.com/AzizeFashion
    Divulgue seu blog, twitter e fanpage se tiver, aqui...
    http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=114794675

    ResponderExcluir
  2. Aline, amei o realismo fantástico e a estrutura de poema em prosa. Bacaníssima! Fiquei fã! Beijitos, querida, e supersucesso!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela leveza e intensidade mostradas na maneira que escreve! Beijos...

    ResponderExcluir
  4. Aline :)
    Belo texto *--*
    adorei o pequeno mas bonito dialogo dos personagens *-*

    E verdade nem sempre anjos caem do céu :p

    Beijos e tenha uma excelente semana
    Cuide-se

    ResponderExcluir
  5. Muito bom o texto principalmente o trecho final....

    ResponderExcluir
  6. *---* Que lindo .
    Apaixonei . rs'
    Os anjos podem vir de lugares que nunca imaginamos que podiam ter .
    Lindo , lindo.
    Amei.
    R.Flicka
    http://flickabooks.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Bem complexo, gostei do texto bem escrito.

    ResponderExcluir
  8. Gostei do texto, acho que tem uma escrita envolvente.

    abraço,
    www.todososouvidos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. GOSTEI MUITO DO SEU TEXTO,
    É MUITO BONITO,PARABÉNS VC TEM
    TALENTO.

    ResponderExcluir
  10. Como sempre teve um ótimo desfecho e encerramento!

    A Sábia Ignorância:
    http://asabiaignorancia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. muito bom o texto....gostei da postagem.;;

    ResponderExcluir
  12. Sabe o que eu gosto nos seus contos? Raramente eles são realmente entendíveis. Claro que sempre se consegue captar algo - como nesse em que eu senti um certo "sentimento" às avessas entre o menino e a menina e uma certa derribada de padrões - e quando se consegue, raramente é aquilo que você, provavelmente, pretendia passar. Gosto da forma como você escreve. Me faz pensar em coisas maiores. (:
    Bjo!

    http://miasodre.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá :)

    Ahhh, tão fofo! #adorei

    "Nem sempre os anjos caem do céu"... Por vezes, eles já vivem na Terra, ao nosso lado... Hehehe

    Beijinhos

    ---
    www.jehjeh.com

    ResponderExcluir
  14. Texto invocado...


    ... mas, doce como mel.



    Bjão!



    F.

    ResponderExcluir
  15. ao contrario do menino... vc tem vocação vc tem vocação....bjokasss
    http://www.dicasdadacy.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Gostei do texto.
    http://perfeitamenteteen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. muito bom esse texto

    http://rocknrollpost.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. que liiiiindo esse texto *-* realmente, perfeito! Parabéns, viu? Bem subjetivo, bem poeta mesmo. Amei.

    ResponderExcluir
  19. Adorei aqui, um conto envolvendo, cheio de sentimentos intensos. Parabéns.

    Seguindo e volto mais vezes.
    http://iasmincruz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  20. nossa que texto lindoo...parabéns.
    estou te seguindo me segue?
    Um beijo
    http://oblogdarazii.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Gostei do seu texto, muito bonito, profundo e emocionante. O final, com a menina desistindo de ir e voltando para consolar é um exemplo de postura na vida, raro de se encontrar. A forma do texto é muito boa divagação, alguns diálogos e a intensidade dos personagens, ótimo. Parabéns.

    ResponderExcluir
  22. Lindo texto, moça!
    Adorei teu blog! :)
    -
    Visita o meu?
    http://quandotahescuro.blogspot.com/
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Lindos os seus textos...as vezes achamos que nosso lugar não é aqui e criamos espaços só nossos...esse seu cantinho é esplendoroso, parabéns!!!

    ResponderExcluir
  24. Como disse a Fernanda, você escreve poesia em prosa. Fiquei fã também! Abraços e sucesso com o blog!

    ResponderExcluir
  25. ola obrigada pela visita. conheço um rapaz com o msm sobrenome q o seu. o nome dele eh guilherme. sera q eh parente? hehe
    bjoss boa semana

    ResponderExcluir
  26. Ai, adoro historinhas assim. Me fez sorrir. Parabens pela escrita! Adorei a forma que você escreve.

    Beijos,
    Monique <3
    http://www.secretsofalittlegirl.com/

    ResponderExcluir
  27. Gosto muito do modo como deixa o final do que você escreve, Aline.

    ResponderExcluir
  28. ...traigo
    sangre
    de
    la
    tarde
    herida
    en
    la
    mano
    y
    una
    vela
    de
    mi
    corazón
    para
    invitarte
    y
    darte
    este
    alma
    que
    viene
    para
    compartir
    contigo
    tu
    bello
    blog
    con
    un
    ramillete
    de
    oro
    y
    claveles
    dentro...


    desde mis
    HORAS ROTAS
    Y AULA DE PAZ


    COMPARTIENDO ILUSION
    ALINE

    CON saludos de la luna al
    reflejarse en el mar de la
    poesía...




    ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE TITANIC SIÉNTEME DE CRIADAS Y SEÑORAS, FLOR DE PASCUA ENEMIGOS PUBLICOS HÁLITO DESAYUNO CON DIAMANTES TIFÓN PULP FICTION, ESTALLIDO MAMMA MIA, TOQUE DE CANELA, STAR WARS,

    José
    Ramón...

    ResponderExcluir
  29. Um conto criativo e reflexivo...parabéns moça!
    bjs

    ResponderExcluir
  30. Olá Aline!

    Vim avisar que tenho um selo pra vc lá no meu blog, passa lá pra pegar, ok?!

    Beijos. =)

    ResponderExcluir
  31. adorei seus textos, também tenho alguns. Devemos escrever oqq sentimos, perfeitos.

    http://vitaminadepimenta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Oi ALine! Adorei seu blog dificil ter postagens q podemos chamar de "inteligentes" pela net! Parabéns! Sou do grupo Clube das Blogueiras e já estou seguindo teu blog! Se puder retribuir e seguir o meu também, deixo meu link. Bejuus ♥

    http://esmaltandoguaruja.blogspot.com

    ResponderExcluir
  33. É tão lindo , complexo mais ao mesmo tempo tão fácil de entender .
    É uma coisa realmente mágica a sua maneira de escrever .
    Gosto muito .
    Vou estar aqui sempre que puder .
    Abraço.
    R.Flicka

    ResponderExcluir
  34. Eu sou uma menina cubana e eu realmente gosto de seu idioma. Eu estou estudando. Sou escritora, e falo francês.

    Vou seguem você e convidá-lo para o meu blog para ouvir boa música e ler sobre arte e pintura.

    Um beijo da Galiza, Espanha

    ResponderExcluir
  35. bem reflexivo esse conto!! Ele ficou mais diferente. :D
    http://oicarolina.wordpress.com/

    ResponderExcluir