19/05/2011

Milagres

Por Aline Diedrich

Um chalé escondido naqueles relevos confusos. Do alto da montanha a paisagem parecia uma pintura. Na lareira, o fogo e as cinzas que restavam. Dois copos de vinho. Risos. Sorrisos. Um quadro enorme na parede, cujas dimensões pareciam puxá-los para dentro de outra história (Van Gogh, Picasso ou Portinari?). Livros de páginas amareladas marcadas com uma dobra, empilhados na estante de madeira. O vento batia contra a vidraça, tentando achar uma fresta para invadir o lugar. O céu de azul intenso. Poucas nuvens brancas. Raios de sol.

O tic tac do relógio lembrava o ritmo de um blues. Um chiado estranho no rádio. Sussurros. Canções que nem conheciam, mas escritas por um poeta louco só para marcar seus momentos. Passos. Pés descalços no assoalho. Fotografias que eternizavam.

Assim descobriram que poderiam crer no impossível e acreditar mesmo no invisível. Fé. Então, o ódio jamais venceria o amor, a força seria capaz de derrubar qualquer indício de dor e as palavras sempre formariam rimas e, se caso não formassem, as frases também teriam sintonia, desconexamente.

E já nem precisavam implorar por um mundo melhor, porque tudo estava em perfeita harmonia. Entenderam o próprio milagre da vida...

E quando chegasse o verão, poderiam viajar. Ver o mar ou tomar banho de cachoeira.

28 comentários:

  1. menina, vc é do caralhooo!!
    meodels, escreve muitooo bem. muito realista, detalhista, enfim, parabens

    reconheci o blog logo quando entrei, já li alguns post anteriores, muitoo bom mesmo.
    visite-me qdo puder
    http://perguntaporque.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Quando vai sair seu livro ...
    escrevendo dessa forma, acho que o mínimo que você poderia fazer por nós leitores rsrsrs

    Parabéns pelo blog
    Já estou seguindo ...

    se der da uma passadinha lá
    http://crisparaleigos.blogspot.com/

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. oi aline,
    gostei muito da postagem... me passou uma idéia de junção entre passado, presente e futuro, algo muito característico nos sonhos...

    sorrisos, harmonia, fé, mar, cachoeira.. seu texto me fez querer isso também.

    abraço, vou seguir e aos poucos vou lendo os textos antigos...

    ResponderExcluir
  4. Parece que fui jogada dentro da cena e que vi esse milagre acontecer.

    Simplesmente perfeito!!!

    ResponderExcluir
  5. adorei o texto, vc escreve muito bem!
    to seguindo...ah, obrigada pelo comentário, volte sempre.


    http://4beautywoman.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Um lugar perfeito para se morar e viver.
    A descrição está muito realista.
    Excelente seu blog!

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o seu texto vc usa palavras bonitas e sempre fica agradável ler um texto onde a natureza é destacada,dá uma paz em quem lê ....
    Tenho um blog se puder retribui agradeço
    Abraço
    http://uaimeu10.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. caracas, por alguns segundos fiquei hipnotizado o.O'

    ResponderExcluir
  9. Eu sou uma pessoa caseira, amo um lugar escondido, preferencia com um frio acolhedor e uma boa garrafa de vinho, sem falar daquele livro, ou por que não das tuas histórias? simplesmente me encantei com teu texto, voltei em breve na expectativa de ler mais deste Dom que tens para escrita.

    ResponderExcluir
  10. Eu sou uma pessoa caseira, amo um lugar escondido, preferencia com um frio acolhedor e uma boa garrafa de vinho, sem falar daquele livro, ou por que não das tuas histórias? simplesmente me encantei com teu texto, voltei em breve na expectativa de ler mais deste Dom que tens para escrita.

    desculpe mandei o recado com o endereço de um amigo.
    se quiser passe em meu Blog:

    horadopensador.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Aline sua safada, sempre escrevendo coisas tão massa, quero teu dom, quero teu dom, minha RP favorita *---*
    beijoos

    ResponderExcluir
  12. Uma mistura de emoções diante de um sonho realizado. Depois de ler e reler seu texto, acho que foi essa a idéia que ficou em minha mente. Gosto do jeito com que utiliza as palavras, de forma criativa e interessante.

    ResponderExcluir
  13. adorei teu jogo de palavras... nos faz imaginar e nos leva direto para dentro da histária!!show!!

    verdadesquemeconvem.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Aline Tchuchuca :) HAUSHAUSHAUSH
    Te amolando *--*

    ResponderExcluir
  15. Nossa, mto lindo !
    vc escreve mt bem ..
    adoreei o blog :*

    ResponderExcluir
  16. Parabéns vc escreve super bem!
    Vim aqui retribuir sua visita no nosso blog! Obrigada
    Renata

    ResponderExcluir
  17. Um cenário maravilhoso!
    Lareira, o tic-tac do relógio, a paisagem pela janela ...

    Impossível não imaginar um lugar destes depois de ler este texto.

    ResponderExcluir
  18. Na simplicidade das coisas boas até o que não rima, rima. Assino embaixo.

    bj, parabéns
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  19. Que bacana! Me imaginei nesse lugar que você descreveu com tanto detalhes e pude até sentir uma certa atmosfera de lá. Adorei. Continue assim me insipirando a viajar pra outros lugares em pensamentos. Tô até seguindo. Bjos

    ResponderExcluir
  20. Concordo , parece mesmo que fomos para dentro da cena , ficou um bom post

    ResponderExcluir
  21. Muito imagético, descritivo, provoca sensações, a mensagem também é muito boa, gostei.

    ResponderExcluir
  22. muito interessante, vou ver outros posts, continue escrevendo assim :)

    ResponderExcluir
  23. que ótimo texto, boas passagens de linguagem, enfim tudo maravilhoso em seu texto, continue assim.

    dar uma visita la no meu tmb.

    http://lugardareflexao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  24. viajei nas suas palavras por um breve momento....

    vou passar mais por aqui


    estou te seguindo !

    ___________________________________________________
    visite me :
    http://paminblog.blogspot.com/2011/05/pequenas-bobagens-cabana.html

    ResponderExcluir
  25. Primeiramente parabéns pela escrita envolvente, pois durante a leitura pude sentir suas palavras.

    A vida é realmente um milagre que não é valorizado, que não é visto pelo que é realmente.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  26. Você imprime uma sutileza no que escreve, que é impressionante. Ambientes comuns, mas com uma coisa aconchegante, gostosa de ler... É como se você tivesse o dom de transportar o leitor pra dentro do que você está narrando. Essa simplicidade talvez seja a grande sacada do texto, porque fala de coisas comuns, que a gente está deixando de prestar atenção!

    Parabéns por "nos" resgatar!

    http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

    ResponderExcluir