31/03/2011

Dessas bandeiras que a gente ergue...


Por Aline Diedrich

O pensamento mais livre, sem convenções
Sem explicação, sem muitas razões
Só o ser por ser assim
Outro livro, outro disco, qualquer cor preferida
Que tal viver a vida...


Assunto batido, quase pré-histórico, mas sempre pertinente: PRECONCEITO!

Sem querer entrar na questão etimológica da palavra, mas como ela mesma já expressa é uma opinião predeterminada / preconcebida / prematura.

Para o preconceituoso a gorda deveria ser mais magra, a magra ser um pouco mais gorda, o negro ser branco, o branco ser negro, o mulato também, o deficiente não deveria ser deficiente, o nerd que estudasse menos, os intelectuais não poderiam existir e aqueles que não querem saber de livros, ah, estes precisavam ler mais... Para o preconceituoso, o pobre precisava ter nascido rico, o rico “se acha demais”, o velho não faz mais nada e o novo não sabe fazer. Para o preconceituoso, quem fala demais não sabe ouvir, quem fala pouco é muito tímido, quem gosta do debate é criticado e quem não debate não tem ideais. Para o preconceituoso, a fé é coisa de uma só religião. Para o preconceituoso, opção sexual é coisa de outro mundo e doença é sinônimo de um monte de frase pejorativa.

Ninguém é perfeito, claro, PERFEIÇÃO nada mais é que uma palavra bonita para descrever o inatingível. E no final das contas todos nós temos preconceitos com determinadas coisas. Acho que o perigo mora juntamente aí, porque às vezes vem acobertado de razões que menos imaginamos: por o que há de mais podre dentro de nós. Quando o preconceito se forma, se personifica, ganha vida diante de nossas ações, precisamos nos olhar no espelho, tentar entender e enxergar quem realmente somos, com ou sem limitações.

Nós não somos iguais... Pensamos, nos vestimos, queremos diferentes... Mas viemos e partiremos da mesma maneira. Tudo de material que conquistamos aqui já não nos servirá. Já os valores adquiridos, as lições aprendidas, as mudanças de comportamento e nossas palavras... Bom, talvez elas possam perpetuar...

Sei lá, o assunto é tão batido e tão pertinente, que isso até me parece uma espécie de “preconceito com o preconceituoso”.

7 comentários:

  1. é o perfeccionismo da mente tentando atinguir a infinita perfeição.

    ResponderExcluir
  2. Julgamentos desnecessários e hipócritas. A sociedade é hipócrita. A grande maioria se esconde atrás do capitalismo cruel e assassino que está por aí.
    Qualquer tipo de preconceito é execrável.

    ResponderExcluir
  3. Oiiiiiiiiiiiiiiii!
    Enfim, estou aqui para agradecer pelo comentario em meu texto 'Puramente simples' E para elogiar o seu blog, mais especificamente a esse texto, ele retrata bem a realidade no mundo em que vivemos.

    Pois para todos nada está bom do jeito que ta, sempre falta uma coisa ou outra. Muitas vezes eles tentam induzir as pessoas para buscar essa tal 'Perfeição'
    Claro que para mim a perfeição não existe, eles criam um padrão e esperam que 'TODOS' busquem aderir a este padrão de beleza, comportamento, etc.
    Deixo claro que a perfeição não existe, o perfeito nos limita a evoluir e os 'Padrões' são apenas um disfarce que eles inventaram para uns serem mais doque outros.

    E o preconceito é a prova que eles tão conseguindo manipular a cabeça das pessoas fracas induzindo-as
    A pensar do mesmo modo arrogante que eles pensam.

    Parabéns pelo texto!
    Esperando o próximo!

    ResponderExcluir
  4. Tua reflexão é ótima e concordo com todos os termos propostos. Penso que, o preconceituoso, este sim, é passível de alguma doença, pois é alguém que se condicionou a um padrão imposto e não consegue conviver ou tolerar nenhum tipo de comportamento que se desvie do que ele concebe como normal.

    ResponderExcluir
  5. Minha irmã que diz que ela tem "preconceito com quem é preconceituoso".
    Acima do ter ou não ter este pré-conceito, acho que está o que e como se age perante uma situação que não lhe deixa confortável...
    Falta cidadania,
    Falta humanidade.

    ;D

    ResponderExcluir
  6. Reflexão muito boa, concordo com todos os temas propostos.
    http://lollyoliver.wordpress.com

    ResponderExcluir